• Bovino

    Os bovinos constituem uma sub-família de mamíferos artiodáctilos bovídeos, distribuídos por todos os continentes e com enorme importância econômica como fonte de leite e carne para o homem. São herbívoros e se alimentam principalmente de pastagens, capins, fenos, cana-de-açúcar e rações feitas pelo homem que pode conter milho, sorgo, farelos e até resíduos de indústrias.

  • Suíno

    Para que o animal expresse o seu potencial de ganho o mesmo deve estar em condição de equilíbrio metabólico. Segundo, é necessário o profundo conhecimento da matriz dos ingredientes, de forma que um perfil nutricional adequado seja disponibilizado por meio das dietas. Por último, estratégias nutricionais distintas devem ser adotadas para animais que possuem diferentes padrões de consumo.

  • Soja

    Soja (Glycine max) é um grão rico em proteínas, cultivado como alimento tanto para humanos quanto para animais. A soja pertence à família Fabaceae (leguminosa), assim como o feijão, a lentilha e a ervilha. É empregada na alimentação, sobretudo na indústria de óleos comestíveis. A palavra soja vem do japonês shoyu.[1] A soja é originária da China e do Japão.

  • Milho

    O milho (Zea mays), também chamado abati, auati e avati, é um cereal, cultivado em grande parte do mundo. O milho é extensivamente utilizado como alimento humano ou ração animal, devido às suas qualidades nutricionais. Segundo evidências científicas, é uma planta de origem americana e um dos alimentos mais nutritivos que existem, contendo quase todos os aminoácidos conhecidos.