Workshop Suíno Paulista debate consumo, sanidade e qualidade da carne
Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018 |

Criadores, funcionários de granjas, profissionais de empresas e pesquisadores do Estado inteiro acompanharam cinco palestras, debateram licença ambiental e acompanharam Bolsa de Comercialização da APCS...

Um dia inteiro dedicado à produção de carne suína saudável, com Sanidade máxima e que ganhe cada vez mais a preferência dos consumidores brasileiros. Este foi o principal objetivo da Associação Paulista dos Criadores de Suínos (APCS) ao organizar mais uma edição do Workshop Suíno Paulista, realizada nesta segunda-feira, dia 12 de novembro, no Hotel Premium, em Campinas (SP).

Foram apresentadas cinco palestras. “Soluções naturais e inovadoras no segmento de aditivos”, com David Jacob, da Nutricamp; “Ocorrência e controle de doenças no Brasil”, com Lucas Santos, da Microvet; “Desafios sanitários e comerciais da suinocultura mundial”, com Luis Gustavo Shuts, da Bayer; “A situação atual da ileíte na produção suinícola e os impactos”, com Brenda Marques, da MSD, e “Saudabilidade da Carne Suína”, com Thaliane Dias, da Associação Brasileira dos Cridadores de Suínos (ABCS). “São cada vez mais variedades de patógenos surgindo nas granjas e precisamos ficar atentos, ter cuidado total ao manejo de vacinação, inclusive para minimizar outras doenças via vacina, de olho no diagnóstico e no tempo de vacinação”, alertou Lucas Santos, que destacou diversas enfermidades que acometem criações em todo o mundo, como Influenza, Mycoplasma e Circovírus.

A Peste Suína Africana, doença que não ataca os seres humanos, mas exige a morte dos animais infectados, foi outro destaque dos debates. A doença atingiu diversos países do Leste da Europa e a China, disparado o maior produtor e consumidor de carne suína no planeta. “O vírus se espalha com uma velocidade gigantesca e não é descartada a possibilidade dele saltar de continente. Por isto, é vital trabalhar muito bem o programa de biossegurança nas propriedades brasileiras, envolvendo todas as pessoas que atuam na fazenda. E cuidado especial com transporte de animais, limpeza, desinfecção e higiene”, alertou Luis Gustavo Shuts. Assim como os cuidados com a Ileíte: quarentena, aclimatação, controle de roedores, limpeza, desinfecção, vazio sanitário. “Esta é uma das principais doenças da suinocultura com impacto econômico sub-avaliado. Precisamos compreender melhor os custos e as perdas de produção”, apontou Brenda Marques.

Devido ao sucesso do formato “bate papo” imprimido pelo Workshop Suíno Paulista em 2018, o presidente da APCS adiantou que 2019 vai sacramentar o modelo. “No ano que vem, vamos fazer dez ações com esses debates e bate papos. É um formato que todos apreciaram e vamos ratificá-lo”, adiantou Valdomiro Ferreira Junior.

Na sequência, os suinocultores participaram de uma reunião especial para discutir as normas de regulamentação e adequação das granjas paulistas à nova legislação que regula a concessão de licença ambiental para operação das unidades no Estado. A APCS nomeou um grupo técnico que, junto com o consultor técnico contratado pela entidade, o médico veterinário Iuri Pinheiro Machado, está elaborando o Manual de Boas Práticas na produção de suínos no Estado de São Paulo. No dia 22 de novembro, a minuta do manual será enviada a todos os membros do grupo técnico e, no dia 29 de novembro, será apresentado a todos os convidados pelas Secretarias do Meio Ambiente e da Agricultura e Abastecimento.

“Precisamos de um tempo razoável para adequação das granjas já existentes para o cumprimento da licença ambiental. E ainda criar normas para manter os produtores em uma situação de segurança jurídica e constitucional, viabilizando e mantendo o setor em condições de competitividade”, contextualizou o presidente da APCS, Valdomiro Ferreira Junior. O Workshop terminou com a realização da Bolsa de Comercialização de Carne Suína . E os produtores do estado definiram os preços da arroba para esta semana em R$ 76,00 – R$ 78,00.

E a APCS e o Consórcio Suíno Paulista (CSP) já estão divulgando com tudo a realização de mais um Clube do Leitão, no próximo dia 7 de dezembro, a partir das nove horas da manhã, no Hotel Premium. Dentre as atividades, estão o Curso de Cortes com Marcos Bisinella, dirigido aos profissionais que atuam com manipulação de carnes (açougueiros, equipe de vendas, supermercadistas, indústria de carnes e profissionais de frigoríficos), palestra motivacional com Jairo Martiniano (“Você é líder da sua vida e dos seus resultados”), entrega do troféu Arnaldo Jardim ao colaborador com maior tempo de atividade em uma granja, show de humor com Marcus Cirillo (“Do interior para o mundo”) e o almoço com pratos feitos à base de carne suína.

As vagas são limitadas, por isto, o ideal é que os interessados confirmem presença o mais rápido possível por meio do site www.apcs.com.br. Ou pelo telefone (19) 3651-1233.

  • 10 Dec 2018

    Palestras técnicas reúnem cerca de 70 produtores

    Leia mais
  • 04 Dec 2018

    Cooasgo realiza encerramento do Programa D'Olho na Qualidade Rural

    Leia mais
  • 04 Dec 2018

    Em reunião com Aprosoja/MS, senadora eleita garante portas abertas à agropecuária

    Leia mais
  • 12 Nov 2018

    Workshop Suíno Paulista debate consumo, sanidade e qualidade da carne

    Leia mais

Ver outras notícias